Cabra usa roupa de pato para se acalmar e viraliza na internet com suas fotos, confira


Leanne Lauricella estava buscando roupinhas de tamanho infantil no mercado. Não eram pra crianças. Eram pra cabritos e cabritas de um grupo que ela mantém chamado Goats of Anarchy, em Nova Jersey. São muitos por lá, e também são muitos os que se perdem. Estes, Leanne e os voluntários de seu grupo resgatam.

Viu ela então uma bonitinha roupa com cabeça de pato e um corpo todo felpudo e fofo, criado pra criança não se machucar quando cair. Leanne pensou consigo que tal roupa ficaria perfeita na Polly, a cabrita que tinha sido resgatada há pouco tempo.

 Polly tem muitos problemas. Ela é quase cega, tem um problema neurológico que afeta sua mastigação e tem baixo peso. Além disso, de acordo com Leanne, ela sofre de ansiedade.

Quando Polly não consegue achar Lauricella, começa a correr pela casa enquanto chora freneticamente. Até que então, cansada de chorar, vai em algum canto de algum cômodo e começa a sugar o concreto da parede. De acordo com a mulher, é algum modo pelo qual Polly controla a sensação ruim que tem.

Numa dessas crises da Polly, Lauricella resolveu colocar a confortável roupinha de pato nela, pra ver no que dava, e uma surpresa: a cabra instantaneamente ficou mais calma.

“Ela entra em algum tipo de transe. Ela fecha os olhos e vai embora”, comenta a moça.

Agora, sempre que Polly começa a ficar consternada, é só vestir a roupa de patinho nela que a cabra sossega. “Ela se acalma e vai dormir. Instantaneamente. É algo pelo o que o pessoal conhece ela aqui”.


A roupa também é útil quando Leanne precisa sair e deixar ela sozinha, ou sair e levar ela junto. Nesse segundo caso, certa vez ambas foram no mercado, e foi só colocar a roupa de pato nela que ela dormiu pacatamente no assento para bebês do carrinho

Leanne colocou a mesma roupa com outros animais pra ver se era a questão do animal ou a questão daquela textura envolvendo ela que a acalmava. A roupinha de porco teve o mesmo efeito:

Mas a roupinha de raposa não agradou muito o pessoal:

Pensaram então que a questão era de companhia. E de fato: resgataram um cabrito chamado Pocket, e esse cabrito começou a querer ficar deitado na Polly, e a Polly ficava mais calma também com aquilo:

Com certeza um parceiro de sua espécie é melhor do que uma roupinha de pato, mas ainda assim, fica o registro de como a roupinha de pato ajudou uma cabra a se acalmar em suas crises de ansiedade.

Fonte: via


Redação

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *