Engenheiro é preso após ser demitido e ter hackeado a empresa para mostrar serviço


Um indiano que trabalhava como engenheiro de software senior em um hospital foi demitido depois de não concordar com uma redução salarial por conta do cenário atual de covid-19. Identificado como Vikesh S., ele pensou que a vida fosse um filme, e decidiu mostrar o seu serviço pra empresa invadindo o sistema do hospital.

Vikesh tirou do sistema informações do histórico de mais de 100.000 pacientes do grande hospital, mantendo tais informações como reféns (ou seja, salvou com ele e tirou do sistema de lá). A esperança de Vikesh é que seu ex-patrão reconhece suas incríveis habilidades e o colocasse em um cargo melhor devido a sua ousadia heróica, coisa sempre premiada em filmes hollywoodianos.

Quando alguém notou a invasão e a perda dos arquivos, a polícia foi acionada, e uma investigação começou. O IP foi rastreado e em certo momento Vikesh tentou de novo, sendo pego no ato e por isso preso em flagrante. Ele foi localizado na cidade de Maujpur, na Índia, e admitiu ter feito tudo.


Ele deletou informações de pagamento de mais de 300.000 pacientes, históricos detalhados de 18.000 deles e ainda colocou no sistema históricos falsos de 22.000 pacientes. A esperança era que seu ex-patrão o chamasse de volta pra dar um jeito na porcaria que ele mesmo fez. Agora está atrás das grades.


Fonte: via

Imagem: Photo of Al Sheedakim, Hacker and Programmer, in his home office, Winchester, MA, 2004. (Wikipedia)


Redação

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *